Go to English Blog

Sobre os apps que uso no Mac

Leia em 5 minutos

Sempre que estou dando aulas ou mostro algo no meu Macbook para alguma pessoa, me perguntam sobre os apps que uso. Tem muitos utilitários que gosto e que aparentemente muita gente não conhece. Neste artigo mostro alguns dos apps que uso e que valem a menção.

Bartender

O Bartender ($15) é um daqueles aplicativos essenciais que uso para diminuir as distrações da tela. Veja, por exemplo, como é a menu bar usual de um Mac.

Menubar do Mac OS X

Note como são exibidos mais de 20 ícones. Isso é ruim principalmente se você faz screencasts, pois gera um ruído completamente desnecessário. Em contra-partida, com o Bartender é possível controlar quais ícones serão exibidos. Na minha atual configuração, exibo apenas 6 ícones, como você pode ver abaixo. Todos os outros ícones podem ser visualizados com um simples clique.

Bartender em ação

Backdrop

Já que falamos em screencasts, o Backdrop (grátis) é um app que permite esconder os ícones de sua área de trabalho, útil para casos onde você não tem esse suporte nativamente nos apps de screencasting, ou se vai gravar GIFs animados.

Backdrop

O Backdrop permite que você configure uma cor ou imagem de fundo, facilitando a configuração de seu workspace de gravação.

ScreenFlow

O ScreenFlow ($99) é um dos apps mais poderosos para gravação de screencasting. Ele permite gravar tudo em separado (câmera, áudio, tela, cliques e atalhos de teclado), de modo que você tenha controle total na hora de editar o seu vídeo. Uma das maiores vantagens é que ele é muito simples de usar.

Screenflow 5

Screenflick

Além do ScreenFlow, uso bastante o Screenflick ($29), principalmente para gravações de longa duração, como as dos meus workshops. A maior vantagem é que ele tem uma performance melhor, sem deixar de ter funcionalidades interessantes como gravação da câmera, atalhos de teclado e cliques de mouse. Ele não possui funcionalidades avançadas de edição e só permite fazer trimming.

Screenflick 2

Dash

O Dash ($25) é um daqueles apps que você não dá muita bola no começo mas que depois se mostra essencial. Com ele você instalar documentação para diversas linguagens e frameworks, permitindo que você faça buscas em um único lugar e sem precisar de uma conexão com a Internet. Pode ser integrado com a maioria dos editores e com o Alfred.

Pesquisando documentação com Dash

Existe uma alternativa opensource que não tem um acabamento tão bom, mas que usa os mesmos pacotes de documentação do Dash.

Alfred

Um dos primeiros apps que conheci quando comecei a usar Mac foi o Quicksilver. Como ele não era muito atualizado, não demorou muito para surgir uma alternativa. Trata-se do Alfred (£17), essencial no meu dia-a-dia. Com uma interface muito bem feita, é flexível e permite que você crie workflows (extensões que automatizam um processo) de um modo bastante simples.

O Alfred não é apenas um lançador de aplicativos. Ele permite que você configure os mais diversos workflows. Veja, por exemplo, como fica a integração com o Dash.

O Alfred tem uma versão gratuita que não faz muito além de abrir aplicativos.

ImageOptim

Embora você possa automatizar o processo de comprimir imagens sem perder a qualidade, às vezes é mais fácil apenas arrastar as imagens para um app. Neste caso, ImageOptim (grátis) é o aplicativo indicado para você.

ImageOptim

Annotate

O Annotate ($2) permite fazer anotações em imagens existentes e também em screenshots. Ele possui integração com o Dropbox e permite gravar GIFs de até 10 segundos.

Annotate

IconPing

Já pensou em dar 20 minutos de aula para só então perceber que sua conexão tinha caído e você não tinha a menor ideia? Pois é, já aconteceu comigo. Com o IconPing (grátis) você terá um indicativo de como está sua conexão.

LICEcap

Com o LICEcap (grátis) você pode criar GIFs animados sem limite de tempo com uma qualidade muito boa. É possível configurar as dimensões da gravação, além de configurar a quantidade de quadros por segundo.

LICEcap

Servus

Servus é uma alternativa para o CloudApp que integra com o Dropbox. Infelizmente ele foi descontinuado, mas é listado neste artigo porque continua funcionando muito bem, sem nenhum erro. Se você conhece alguma alternativa que integra com o Dropbox, deixe seu comentário.

DaisyDisk

DaisyDisk ($10) é um daqueles apps que uso frequentemente. Embora existam alternativas opensource, o que gosto neste app é que sua interface é muito bem trabalhada. Você consegue visualizar facilmente como anda o uso de seus discos (incluindo externos), permitindo que você apague rapidamente o que não é mais útil.

MindNode

Ultimamente tenho usado mindmaps para ter uma ideia geral de assuntos que quero abordar em palestras e artigos. Não apenas para isso, mas para tudo que possa se beneficiar de brainstorming. Com o MindNode ($30) você pode criar esses mindmaps em uma interface muito fácil de usar e exportar para diversos formatos, incluindo PDF e imagens.

MindNode

Runway

O Runway ($10) é uma ferramenta que permite criar diagramas de diversos tipos. Comprei esse app recentemente para fazer alguns diagramas de banco de dados1 e vem me servindo muito bem para este propósito.

Runway

Boom

Sabe quando você está em algum lugar, sem seu fone de ouvido, e queria poder aumentar um pouco mais o som de seu computador? Com o Boom ($15) você pode fazer isso.

Boom

Reflector

Quando dou workshops de Responsive Web Design, é interessante demonstrar em smartphones e tablets reais como está ficando o markup que está sendo implementado. Nestes casos, gosto de usar o Reflector ($15), que recebe conexões de dispositivos baseados em iOS e Android, exibindo na tela tudo o que você está fazendo no dispositivo. Também é muito útil se você precisa gravar vídeos da interação do usuário com sites e aplicativos nestes dispositivos.

Reflector

Should I Sleep

Você provavelmente já conhece o Caffeine (grátis). Ele evita que seu computador entre em modo de hibernação ou ative o protetor de telas. Com o Should I Sleep ($2) você leva esse conceito a outro nível!

O Should I Sleep tem diversos tipos de detecção, como facial, movimentos e som, dentre outros, com a possibilidade de configurar o nível de sensibilidade da detecção.

Should I Sleep

Infelizmente o app parece estar abandonado, pois há tempos não recebe atualização (não que isso seja um problema, já que o app funciona muito bem).

Sip

Sip ($10) é fundamentalmente um color picker. Mas além disso, ele permite que você salve temas de cores que você coletou, sincronizando entre computadores diferentes. Você pode escolher diferentes formatos de cor para copiar, como hexadecimal (CSS) ou formatos específicos de linguagens de programação.

Sip

Sketch

Há pouco mais de um ano, deixei de usar o Photoshop para criação de designs para web. Agora uso o Sketch ($99), que é programa vetorial que tem uma série de funcionalidades interessantes, como a possibilidade de exportar assets em diversos formatos e escalas de uma só vez (como SVG, imagens em 1x e 2x).

Sketch

1Password

O 1Password ($50 para Mac, $10 para iOS) é definitivamente o melhor gerenciador de senhas que existe. Com ele você consegue manter em um só lugar e de forma sincronizada todas as suas senhas (geradas randomicamente), cartões de créditos e outras informações importantes, como números seriais de programas. Ele possui extensões para todos os navegadores, facilitando ainda mais seu uso no dia-a-dia.

1Password

Uma das melhores coisas do 1Password é que ele também serve para gerar tokens TOTP (autenticação de dois fatores) tanto no Macbook, quanto no iPhone.

Suporte para TOTP no 1Password

Finalizando

Como você pode ver, o ecossistema de aplicativos do Mac OS X é imbatível. Não é apenas sobre a quantidade de ofertas disponíveis e que cobrem todas as necessidades que tenho, mas é principalmente sobre a qualidade dos aplicativos.

Em nenhum outro sistema operacional, seja Windows ou Linux2, você conseguirá encontrar aplicativos tão bem feitos quanto os de Mac. Claro que isso vem com um custo, mas estou disposto a pagar pelo que há de melhor em nível de software.


  1. Meu desejo era comprar o Navicat Data Modeler, mas o seu valor de $250 é completamente fora da realidade. E usar o MySQL Workbench não é uma opção. 

  2. Ouvi dizer que 2016 será o ano do Linux no desktop, assim como foi todo ano nos últimos 10 anos. 

Compartilhe: